E se a Bela e a Fera estivessem em
iguais condições? Ou se Chapeuzinho
Vermelho não temesse o lobo?
Prepare-se para reviver contos clássicos
pela perspectiva de uma das principais
escritoras britânicas do século XX.

CURADORA

Desde o lançamento de seu primeiro
livro, "Eu sozinha", em 1968, Marina
Colasanti mantém uma produção
literária ininterrupta, com mais de
cinquenta obras publicadas. A autora
tem em seu percurso poemas,
crônicas, contos e literatura
infanto-juvenil - entre eles, a obra
"Breve história de um pequeno amor",
que lhe rendeu em 2014 o último de
seus sete prêmios Jabuti.

Marina Colasanti

"A AUTORA NÃO APENAS
DEU UMA PARTICIPAÇÃO
MAIOR ÀS MULHERES NA
LITERATURA, ELA FOI UMA
ESTUDIOSA DO GÊNERO,
SUA ESCRITA É IMPECÁVEL."

- Marina Colasanti

SINOPSE

Publicada no final da década de 70, a obra indicada por Marina Colasanti reúne uma dezena de contos fantásticos, inspirados em histórias antigas, mas recontadas com diferentes possibilidades e outra perspectiva: a da mulher. Conhecida por abordar temáticas subversivas, a premiada autora britânica contrasta elementos tradicionais dos contos de fadas - que habitualmente descrevem personagens femininas como frágeis e desamparadas - com protagonistas fortes e impositivas. De forma inventiva, irreverente, por vezes perversa e obscura, deu vida nova a histórias cujos significados tradicionais já pareciam normatizados na nossa sociedade.

DETALHES
DA EDIÇÃO


  • Livro com edição esgotada
    em livrarias
  • Nova edição exclusiva para
    associados da TAG
  • Tradução e prefácio inéditos
    de Adriana Lisboa
  • Contos ilustrados

FAÇA PARTE DO CLUBE E
RECEBA, TODOS OS MESES,
NOSSOS KITS LITERÁRIOS


ASSOCIE-SE